regiaonorte.net
Sem FOTO:436

Vila Nova de Cerveira

Vila minhota banhada pelo rio Minho

Vila Nova de Cerveira é uma Vila minhota banhada pelo rio Minho, cujo município é limitado a nordeste, pelo município de Valença, a leste por Paredes de Coura, a sueste por Ponte de Lima, a sudoeste por Caminha e a noroeste pela, Espanha.

O Concelho de Vila Nova de Cerveira começou a ganhar expressão territorial no início do processo de reconquista, tendo-se enfatizado pela autonomização do Condado Portucalense, em 1096. É neste período que o Rio Minho assume definitivamente o seu papel de fronteira, forçando ao estabelecimento de pontos fortificados que balizassem e defendessem o curso do rio. Surgem então as Terras de Cerveira, cujo castelo, localizado no sítio onde hoje podemos encontrar a escultura do cervo do José Rodrigues, tinha por missão patrulhar e defender, quer contra as investidas árabes, quer contra as normandas.

Com o tratado de Alcaniças, onde em 1297, D. Dinis e D. Fernando IV de Castela assinam um acordo de paz, delinearam-se as fronteiras entre os dois reinos. Surge então "Vila Nova" de Cerveira com a atribuição da Carta de Foral por D. Dinis, e, em 1321 construiu-se um novo castelo destinado a proteger a vila em desenvolvimento e iniciou-se o repovoamento da região. No século XVII, com as Guerras da Restauração  foi construída uma fortaleza que envolveu a vila, apoiada por dois outros pontos fortificados, a Atalaia do Alto do Lourido, e o Forte de Lovelhe, mandados edificar pelo Governador das Armas do Minho, pressionado pela necessidade de defesa da fronteira.

Teve o forte de Lovelha extrema importância aquando das invasões francesas, onde teve lugar uma acção no sentido de impedir o avanço das tropas do inimigo que pretendiam fazer a travessia do Rio Minho, no dia 13 de Fevereiro de 1809 sob o comando do Marechal Soulta.

O castelo e fortalezas de Vila Nova de Cerveira passaram de elementos defensivos a património histórico, como  símbolos portadores de identidade pertencendo também a este património as suas igrejas.

 



loading...



COMENTÁRIOS DOS LEITORES


Find more about Weather in Coimbra, PO
Click for weather forecast


NEWSLETTER

Subscrever a newsletter:



Sair da newsletter:

ARRENDA-SE.NET

Quartos, apartamentos, casas, etc

RECADINHOS

Últimos recadinhos dos leitores:

Congratulations for the site. It is very nice to get more informations about Portugal. A beautiful country.
Matheus Smith 2016-07-30 23:39:20


RELÓGIO

Veja que horas são no mundo

NOTÍCIAS

Jornal O PÚBLICO

Michel Combes: “Portugal é um diamante" para a Altice
Na véspera de a ERC anunciar o parecer sobre a compra da TVI, Patrick Drahi trouxe a Lisboa o seu estado-maior para o encontro de quadros anual do grupo Altice. E anunciou a mudança de Meo Arena para Altice Arena.

EDP garante protecção "bem constituída" das linhas eléctricas
Presidente do Conselho de Administração da empresa mostra-se "surpreendido" e refuta as conclusões do relatório do Centro de Estudos sobre Incêndios Florestais, que refere que o fogo foi causado por "contactos entre a vegetação e uma linha eléctrica de média tensão" da EDP.

Inimputáveis?
A António Costa só nos resta pedir que não nos faça chorar mais, que faça de uma vez o que tem de ser feito. Porque este Governo pode ser popular, mas não pode mesmo ser inimputável. Ou será, senhor Presidente?

“Está na altura de reformular o nosso modelo” de combate a incêndios, diz Costa
Para o primeiro-ministro, assumir responsabilidades não é fazer demissões, mas pôr em prática as propostas da comissão independente e executar a reforma florestal.

Risos madrugadores, férias, contradições e zero demissões
O filme político de mais um dia trágico em que Marcelo andou sempre à frente de Costa e foram ditas algumas frases no mínimo surpreendentes.

Uma comédia chamada Estado português
“O mais fácil para mim seria a demissão”, disse a ministra da Administração Interna. Por favor, faça o mais fácil, e vá-se embora de vez.

NOTÍCIAS

Jornal EXPRESSO

(c) 2014 Portal regiaonorte.net

Termos de Serviço

Privacidade