regiaonorte.net
Sem FOTO:1

Sé do Porto

Edificada no alto da Pena Ventosa

A primitiva ocupação humana do sítio do Porto, provavelmente por castros, remonta ao período final da Idade do Bronze, por volta do século VIII a.C. Trata-se de um povoado proto-histórico que se localizou num ponto alto, sobre a margem direita do rio Douro, e, terá mantido, desde cedo, importantes ligações comerciais com a bacia do mar Mediterrâneo.

Aquando da invasão romana da Península Ibérica, esta povoação, então denominada de "Cale", já contava com edificações de porte considerável e controlava um importante eixo viário entre "Olissipo" (actual Lisboa) e "Bracara Augusta" (actual Braga). Daqui Portugal foi buscar a origem do seu nome.

O mais importante núcleo foi identificado pela pesquisa arqueológica na década de 1940 no alto da Pena Ventosa (morro da Sé), quando foram trazidas à luz uma ara votiva, uma moeda do imperador Constantino e duas colunas de mármore. Datará também desta época a primitiva cintura de muralhas da povoação.

A Sé do Porto foi edificada no alto da Pena Ventosa e é um dos monumentos mais antigos existentes na cidade do Porto. A sua construção iniciou-se na primeira metade do século XII, e prolongou-se até ao princípio do século XIII. O primeiro edifício, em estilo românico, foi sofrendo alterações ao longo dos séculos. O caracter geral da fachada data da época românica, e, no ano de 1333, já na época Gótica, construiu-se a capela funerária de João Gordo, cavaleiro da Ordem dos Hospitalários e colaborador de D. Dinis. Foi no reinado de D. João I que se procedeu à construção do claustro tendo sido na Sé do Porto que este rei casou com D. Filipa de Lencastre  em 1387.

Já em plena época barroca o exterior do edifício foi bastante alterado e cerca do ano de 1736, o arquitecto italiano Nicolau Nasoni adicionou uma galilé barroca à fachada lateral da Sé. As balaustradas e cúpulas das torres também são barrocas. Por volta de 1772 construiu-se um novo portal substituindo o original em estilo românico.

 


COMENTÁRIOS DOS LEITORES


Find more about Weather in Coimbra, PO
Click for weather forecast


NEWSLETTER

Subscrever a newsletter:



Sair da newsletter:

ARRENDA-SE.NET

Quartos, apartamentos, casas, etc

RECADINHOS

Últimos recadinhos dos leitores:

Congratulations for the site. It is very nice to get more informations about Portugal. A beautiful country.
Matheus Smith 2016-07-30 23:39:20


RELÓGIO

Veja que horas são no mundo

NOTÍCIAS

Jornal O PÚBLICO

Incêndios: Vinte concelhos de Faro, Castelo Branco, Guarda, Viseu e Bragança em risco máximo
Pelo menos até terça-feira vai manter-se o risco de incêndio máximo e muito elevado em vários distritos do continente por causa do tempo quente, que se vai manter elevada nos próximos. Esta sexta-feira, temperaturas máximas variam entre os entre os 24ºC em Aveiro e os 37ºC em Évora e Castelo Branco.

Covid-19: Sul da Europa devia ser mais activo face ao turismo, nota OMT
Pandemia vai afectar “seriamente” a forma de desfrutar as férias e implicar uma mudança mental, social e cultural, diz Alessandra Priante.

Com que então, o turismo? Está morto?
É tempo de refletir, não sobre o desastre dos últimos meses, mas sobre como endereçar essa nova vaga de procura que se faz sentir. Temos uma oportunidade única para nos reposicionarmos e reerguermos o nosso setor. Por isso vos digo não, o turismo não está morto. Não o enterremos vivo.

O único problema de Rita Rato
É de Rita Rato que é preciso perceber de uma vez por todas se nega ou reconhece a realidade histórica do Gulag como repressão em massa de milhões de seres humanos, se a condena ou não, e se se arrepende ou não das suas declarações passadas sobre o assunto.

Pelo menos 700 familiares de membros do Estado Islâmico morreram em campos na Síria
ONU alerta que o grupo jihadista está a ganhar força e que as mortes nos campos de detenção criaram “sentimentos de raiva”.

Ex-presidente da Entidade das Contas critica projecto do PSD para alterar financiamento eleitoral.
Proposta prevê que os juros dos empréstimos bancários contraídos para financiar as campanhas sejam considerados despesas eleitoral.

NOTÍCIAS

Jornal EXPRESSO

(c) 2014 Portal regiaonorte.net

Termos de Serviço

Privacidade