regiaonorte.net
Sem FOTO:432

Espigueiros do Soajo

Vila do Soajo, Arcos de Valdevez

Foi num imponente afloramento granítico que foram construídos 24 espigueiros em pedra, na Vila do Soajo, Arcos de Valdevez, destinados ao armazenamento e secagem do milho grosso, cultura introduzida na região no século XVII. A monumentalidade desta edificação do sec. XVIII, resulta da escolha estratégica do afloramento; o facto de ser um ponto elevado, prestava-se à defesa de incêndios e de ataque de animais.

A abundância de ratos no noroeste da Península Ibérica que perdurou desde o tempo da romanização até à baixa idade média e que diminuiu com a vulgarização do gato doméstico, teve influência nas características construtivas dos espigueiros. Eram utilizadas grandes pedras circulares entre os pés e o restante corpo, no sentido de constituírem um obstáculo à subida dos roedores e muitas das estruturas deste conjunto terá utilizado velhas mós de moinhos. Estes espigueiros distribuem-se, uns junto dos outros, caracterizam-se pelas fendas verticais no canastro para que o ar circule através das espigas empilhadas, pelos telhados de duas águas e pilares de sustentação. No topo são geralmente rematados por uma cruz, que significa a invocação divina para a protecção dos cereais. 

Este espaço ancestral comunitário que teve também a função de eira comunitária, cumpre, ainda hoje, as mesmas funções, já que parte destes espigueiros são utilizados pelas gentes da terra que vivem predominantemente da agricultura e criação de gado.

A população local viveu, até há um século atrás em regime comunitário, baseando a sua actividade na agricultura, com leis e actividades próprias. Esta relíquia arquitectónica inserida na área geográfica da serrania da Peneda, Gerês e Amarela, integra-se numa região montanhosa, com orientação diversificada do relevo e variações bruscas de altitude, cujo entrelaçar das influências dos climas atlântico, mediterrânico e continental dão origem a uma infinidade de microclimas. 

Os espigueiros do Soajo, localizados fora do núcleo principal da vila, foram classificados como Imóvel de Interesse Público.


COMENTÁRIOS DOS LEITORES


Find more about Weather in Coimbra, PO
Click for weather forecast


NEWSLETTER

Subscrever a newsletter:



Sair da newsletter:

ARRENDA-SE.NET

Quartos, apartamentos, casas, etc

RECADINHOS

Últimos recadinhos dos leitores:

Congratulations for the site. It is very nice to get more informations about Portugal. A beautiful country.
Matheus Smith 2016-07-30 23:39:20


RELÓGIO

Veja que horas são no mundo

NOTÍCIAS

Jornal O PÚBLICO

“Ninguém é só trabalho.” E os jovens sentem e vivem (cada vez mais) isso
O trabalho é central na vida dos jovens recém-chegados ao mercado? É. Mas é tudo? Não. Podendo, a maioria recusa telefonemas profissionais depois do horário e exige flexibilidade, ou seja, tempo para o lazer e para a família. O culto da sobreocupação profissional já era. No fundo, os jovens profissionais recusam andar “too damn busy” para viver.

E se fosse possível ver lesões do cancro para além do olho humano?
Equipa de cientistas em Portugal está a desenvolver um programa de inteligência artificial para analisar lesões cancerosas com mais precisão e prever a eficácia dos tratamentos.

A nossa árvore
A nespereira é a mais portuguesa das árvores. Não lhe ligamos nenhuma. Nem sequer a aproveitamos.

“A sangria populacional que tivemos nos anos 60 e 70 foi dramática”

Aumentos além dos 0,3% na função pública serão nominais
Estão a ser estudados aumentos para os assistentes técnicos, além dos operacionais, por causa da compressão das carreiras.

Por um punhado de milhões de dólares
Uma coisa é certa: este é dinheiro que pertencia ao povo de Angola, e que bancos e responsáveis portugueses ajudaram a passar de mãos em transferências que levantam suspeitas.

NOTÍCIAS

Jornal EXPRESSO

(c) 2014 Portal regiaonorte.net

Termos de Serviço

Privacidade